Informação sobre pneumonia, causas, sintomas e tratamento da pneumonia hospitalar e adquirida na comunidade, com dicas para a sua cura.


Sintomas da pneumonia

A pneumonia é, tipicamente, um quadro de apresentação aguda. Geralmente o paciente procura a assistência médica num tempo entre 2 e 6 dias a partir do início dos sintomas. Esses sintomas se caracterizam pela presença de:
  • tosse produtiva ou, eventualmente, seca: na fase inicial a expectoração é em pequena quantidade e pode ter aspecto mucóide, evoluindo, frequentemente, para o aspecto purulento. Pode haver hemoptise, geralmente de pequeno volume e associada à purulência do escarro;
  • dor torácica pleurítica: é localizada e piora com a tosse e inspiração profunda. Embora sendo bastante comum, pode estar ausente em um número significativo dos casos;
  • dispnéia: geralmente ausente nos quadros leves. Quando presente, caracteriza sempre um quadro grave;
  • febre: está presente na quase totalidade dos casos, a exceção de idosos debilitados e pacientes imunossuprimidos. Sua ocorrência ajuda no diagnóstico diferencial de sinusites e bronquites agudas, onde está geralmente ausente;
  • adinamia: sintoma muito frequente na pneumonia, às vezes com prostração acentuada. É outra manifestação que também nos ajuda no diagnóstico diferencial de sinusites e bronquites agudas, pois está geralmente ausente nestas.
Outros sintomas gerais como mialgia generalizada, suores, calafrios, dor de garganta e anorexia são observados com frequência variável. Dor abdominal pode ser observada em torno de 20% dos casos.
É importante frisar que, em alguns pacientes, a única manifestação da pneumonia pode ser um quadro febril sem sintomas respiratórios, fazendo com que sempre complementemos o estudo de um paciente com febre sem foco definido com estudo radiográfico do tórax.
Em resumo, a apresentação mais frequente da pneumonia é de um quadro agudo com tosse produtiva, febre e adinamia, com participação variável de dor torácica, dispnéia e hemoptise e de outros sintomas gerais.

Pneumonia é contagiosa?

Na verdade, você não pode pegar pneumonia: Você pode pegar os germes que causam pneumonia.
Você pode pegar os germes que causam pneumonia no mais comum dos lugares, e o ambiente que você frequenta diariamente pode contribuir para a forma como você é suscetível à doença.
As crianças que estão em creches ou instalações da escola, por exemplo, podem facilmente pegar o vírus da pneumonia de outra pessoa, o que os torna mais propensos à pneumonia viral.

Em geral, as pneumonias virais são mais contagiosas do que as pneumonias bacterianas e fúngicas. Isto  acontece porque os vírus são mais propensos a transmitir-se de pessoa para pessoa.
Alguns tipos de pneumonia são contagiosos apenas em determinados ambientes.
Por exemplo, a doença do legionário, que é causada pela bactéria Legionella pneumophila, só pode ser contagiosa para as pessoas expostas a um sistema de ar condicionado contaminado.
Esta doença também já foi associada à inalação de gotículas de hidromassagens, spas, ou fontes.
Em geral, a sua chance de desenvolver a doença se pegar esses germes, depende de sua idade, saúde e estilo de vida.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL