Informação sobre pneumonia, causas, sintomas e tratamento da pneumonia hospitalar e adquirida na comunidade, identificando procedimentos para a sua cura e principalmente formas de prevenção, descrevendo os diversos tipos de pneumonia existentes.

Causas, Fatores de risco da pneumonia em idosos

São diversos fatores associados à maior ocorrência de pneumonia em idosos. Em primeiro lugar, sabe-se que pessoas acima de 65 anos aumenta o risco de pneumonia. Outras ocasiões que se associam as chances dessa infecção, em idosos são:
  • Presença de outras doenças, como diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca, asma, entre outras;
  • Grande presença de bactérias na cavidade oral;
  • Ocorrência mais frequentes de aspirações do conteúdo da cavidade oral, onde as bactérias são levadas para os pulmões;
  • Defeitos dos mecanismos de defesa dos pulmões contra as infecções;
  • Desnutrição;
  • Necessidade de hospitalizações frequentes;
  • Moradia em instituições de cuidados aos idosos;
  • Postura inadequada e uso de medicamentos para dormir, o que facilita a ocorrência de aspirações;
  • Presença, em muitos casos, de sondas gástricas (para alimentação, em indivíduos que não conseguem deglutir normalmente);
  • Alcoolismo;
  • Pacientes que não andam, acamados.
A redução das defesas do organismo faz com que a exposição a microorganismos resulte em infecções facilmente.
Com o envelhecimento há a diminuição da força dos músculos que ajudam na respiração e na tosse, mecanismo importante de proteção contra infecções. Nos pulmões, ocorrem mudanças na estrutura o que ocasiona menor tolerância aos esforços, fazendo com que o idoso fique a maior parte do tempo sem se exercitar. Todos esses fatores favorecem o acúmulo de secreções no pulmão, que se tornam excelente meio de cultura para o crescimento dos microorganismos e desenvolvimento da pneumonia.

Índice dos artigos relativos a Pneumonia
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL