Informação sobre pneumonia, causas, sintomas e tratamento da pneumonia hospitalar e adquirida na comunidade, identificando procedimentos para a sua cura e principalmente formas de prevenção, descrevendo os diversos tipos de pneumonia existentes.


Sintomas da pneumonia no idoso

Um dos aspectos mais importantes relacionados à pneumonia no idoso refere-se aos sintomas que ele apresenta. Isso porque no idoso o quadro clínico da pneumonia pode ser completamente diferente daquele apresentado pelo jovem.
Nos jovens, o quadro clássico da doença é a presença de febre, tosse com catarro e dor no peito associado à tosse e à respiração. Além disso, a radiografia de tórax altera-se na maioria das vezes.
Já no idoso, esses sintomas são menos frequentes, e sua radiografia pode apresentar poucas alterações.
Nessa faixa etária, é comum a presença de prostração, queda do estado geral, redução do apetite, desânimo e mudança no estado mental ( ou seja, o paciente pode ficar mais confuso, não falar coisas coerentes). Podem apresentar queda e aumento da frequência de respirações por minuto. Assim o quadro torna-se inespecífico, sem dados que indiquem designadamente a presença da pneumonia. A febre pode ou não estar presente.
Todo idoso que apresenta alteração aguda do estado mental ou outros sintomas gerais ( que não indica uma doença específica) deve ser pesquisado para constatar ou não a pneumonia. Isto é imprescindível, pois nas pessoas da terceira idade, a doença costuma ser mais grave, disseminando-se a infecção para o sangue, associado a aumento da taxa de mortalidade.

Índice dos artigos relativos a Pneumonia
POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL